Brasília

E a gente que abandonou o blog e resolveu se encontrar em Brasília! Foi a primeira vez que nós 4 nos encontramos todos juntos! Pra quem acha que só a internet é suficiente para manter amizades, pode saber que ao vivo é bem mais legal! Idéias novas, algumas conversas e estamos aqui novamente para manter vocês informados de tudo que tá acontecendo por aí nessas áreas – arquitetura, design e música.

E já que a cidade escolhida foi Brasília acho justo dedicar esse post a ela…
Esse ano Brasília fez 50 anos! Será que a cidade mais moderna do mundo consegue se encaixar nesse mundo pós-pós-moderno? Na minha opinião as pessoas ali ainda vivem, de certa forma, dentro dos padrões modernos, mas como a ideia hoje é diversidade, qualquer tipo de gente se encaixa né?! até os que são iguais…
Achei incrível como a arquitetura influencia no estilo de vida deles, nos poucos dias que fiquei lá percebi uma padronização muito grande, é claro que muito menor que o previsto pelos modernistas, mas sem dúvidas as diferenças são muito menores que aqui no rio por exemplo. Tem gente de todos os lugares do Brasil por lá, o difícil é encontrar brasilienses “da gema” e tenho certeza que cada um tem suas particularidades, mas parece que vivendo ali todo mundo se encaixa pra cumprir seu papel na sociedade, e olhando de fora a sensação é que a teoria moderna conseguiu se concretizar em Brasília.
Foi pouco tempo pra afirmar tudo isso, e também nem vou fazer um estudo aprofundado sobre o comportamento dos brasilienses e se como a arquietura pode ser responsável por isso, só me empolguei aqui…

Pra falar um pouco de projeto aí vão os vencedores do Concurso Latinoamericano de Ideias para Estudantes – Brasília +50 (no site tem as fotos em alta resolução)

O Concurso convidou estudantes de arquitetura e urbanismo da América Latina a apresentarem propostas de revitalização urbana e paisagística para a Capital Moderna, a partir de reflexões sobre a aplicação e adequação dos princípios socioambientais e do conceito de “cidade verde” em sintonia com o espírito de preservação da Cidade Patrimônio da Humanidade. A missão primordial dessa iniciativa, segundo os organizadores, foi “contribuir para a busca de inovações urbanas sustentáveis, soluções verdes, que priorizem os espaços peatonais passeáveis, excelência no transporte coletivo público e proposições de mobilidade não-motorizada, como alternativas para os problemas que afligem os usuários dos centros de nossas cidades, marcadas pelo precário quadro de vida”.

Primeiro colocado – Janaína Kuhn, Alexandre Engel Budiner Höllermann, Alessandra Palla e Laura Mottin Soares

Segundo colocado – Will Figueiredo de Farias, Rodrigo Fonseca Sameshima e Felipe Miranda Rodrigues

Terceiro colocado – Gabriela Bandeira Advincula, Carolina Ramos Almeida e Maíra Oliveira Guimarães

Menção Honrosa – Mary Carmen Rojas

Por: Ingrid Matos



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s