Quem faz #1: Philippe Starck

História do cara: Aos 62 anos, Starck é hoje um dos designers mais renomados em âmbito mundial. Para entender como ele chegou lá, andei pesquisando um pouco sua  história e descobri uns fatos interessantes.

Seu pai era designer de aviões, daí sua raiz. Desde cedo sempre viu seu pai no quadro desenhando, pintando, cortando, projetando !

Em meado dos anos 60, ele ingressou na École CoEcole Nissim de Camondo em Parismando ( uma escola de design de produto, interiores e arquitetura, com um curso de 5 anos de duração, em Paris), e a partir de então começou sua carreira na área. Em 1968, abriu sua primeira empresa onde produzia produtos inflados. Depois de permear outras areas, sendo dono de night clubs, voltou pro design e então deslanchou na carreira.

Perceba:

Achei as imagens aqui

Projetou o interior de dois cafés, o Café Costes em Paris e o Cafe, Manin em Tokyo.

Royalton in New York:

oi

O prédio La Flamme em Tokyo (1989):

Desenvolveu a arquitetura do prédio da companhia Laguiole:

O escritório da empresa Nani Nani (1990):

Lobby do Hotel Paramount em Nova York (1990):

Interior do  Groningen Museum:

a

Um projeto para o grupo Yoo Group:

Acho que deu pra ter uma noção dos trabalhos do cara.

Seria impossivel falar dele e não citar um de seus produtos mais inusitados e aclamados dos ultimos tempos, o espremedor de laranja que parece uma nave ou algo do tipo.

Pesquisando aqui descobri um projeto recente dele, pra explicar de forma simples dá pra dizer que são caixas de som.

Aprofundando a gente descobre que é: dock pra iPod, iPhone e iTouch, com diversas cores, funciona por wi-fi compativel pra pc e mac, tem controle remoto, na base tem um subwofer, compativel pra Bluetooth, parece legal né? Pois bem, a belezinha custa U$1600. Já pode me dá um.

Pra primeiro post ficou bem grandinho né, mas o cara tem história pra contar. Quem acompanhou e se animou e é da area de design, vale saber, você esta perdendo a chance de trabalhar com ele. O multishow começou a passar um reality show “Escola de Design“, onde 12 competidores disputam pra trabalhar no escritório dele. Pois é. Mas não é de todo triste, dá pra pelo menos acompanhar e saber como funciona a mente dele.

Assisti um epsiodio, por um acaso, e o duelo era: os participantes tinham que ir a um mercado e escolher dois produtos dentre os temas, que eram sempre antagonicos, por exemplo: sustentavel/”capitalista”, feminino/masculino, e etc. Gostei de perceber a lógica que ele usou e a forma inusitada de avaliar, já que nunca se sabe sua reação. Vale a pena conferir.

Pois bem, esse é meu primeiro post e tentei caprichar. Depois as meninas me almoçam, haha.

postado por @tupini_kim



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s